30 de out de 2013

Cotas, errado ou certo?

O sistema de cotas serve para ajudar uma certa classe, minoria ou não, de forma vantajosa em relação aos outros grupos que não recebem cotas. Eu entendo o sistema de cotas, não importa para o que seja, de forma errada e racista. Ele mostra que um certo grupo social necessita de uma ajuda "especial" devido ao "sofrimento" que ele passou (sim, eu estou citando o sistema de cotas para negros ou afro-descendentes). Eu não acho que negros ou gays, ou asiáticos, ou pessoas pobres devam ser ajudadas dessa forma, os direitos deveriam ser iguais a todos, é isso o que a constituição de todos, espero eu, os países dizem, direitos iguais a todos, mas onde estão as cotas para os caucasianos (vulgo, brancos)? Onde estão as cotas para imigrantes de outros países?



As pessoas devem ser tratadas de formas justas e iguais, uma pessoa afro-descendente deveria não ter acesso as cotas, nem qualquer outra pessoa, por que quando dizemos que um grupo social precisa de cotas, estamos sendo racistas. Morgam Fremam disse um vez, em uma entrevista, que o racismo só acaba quando paramos de falar no racismo, e ele ainda perguntou para seu entrevistador (repórter, seja o que for...) se ele queria um mês da "Consciência Branca", os negros tem o mês da Consciência Negra, então sejamos justos.

O estado social que o Brasil se encontra com essa questão de cotas é relativo, algumas pessoas não se importam com isso, outras acham bom, e poucas acham errado. Se a população é mais a favor do sistema de cotas, então essa sociedade brasileira foi moldada com sucesso para ser um "globo preconceituoso" que até os afro-descendentes apoiam.

Ainda existe a questão dos gays querendo direitos iguais, também existem as feministas, e os machistas também. Ao meu ver, a sociedade está caminhando para uma guerra de grupos sociais defendendo suas ideias, mas com isso, a sociedade se torna um caos e isso é um grande problema que, na minha opinião, deve ser tratado.

Eu sou pardo, caso alguém pergunte, minha família é mista, meu avô é descendente de índio, minha avó é descendente de português, isso da parte de pai e de mãe também, então eu sou meio a meio...ahshnhasn...mais ou menos... mais ou menos, sabe?



Nenhum comentário:

Postar um comentário